No automobilismo, manter a regularidade é um dos segredos para se alcançar o sucesso. E é isso o que Átila Abreu vem fazendo ao longo de toda a programação do fim de semana de abertura da temporada 2017 da Stock Car, no Autódromo Internacional de Goiânia (GO). Assim como aconteceu nos testes coletivos da quinta-feira e nos treinos livres da sexta-feira, o sorocabano ficou no top 10 no treino classificatório deste sábado. Átila, vencedor da última etapa da Stock Car realizada na capital goiana, em novembro do ano passado, largará em quinto lugar na primeira corrida da rodada dupla deste domingo.

 

Átila e os demais pilotos da categoria experimentaram um novo formato de classificação, dividido em três etapas. No Q1, em que os 30 carros foram para a pista, apenas os 15 melhores avançaram. Algo que não foi problema para o competidor da Shell Racing. Nesta fase, Átila passou em sexto lugar.

 

Em seguida, foi a vez do Q2, em que as disputas ficaram mais acirradas. Nesta etapa do treino classificatório, somente os seis melhores seguiriam na pista. Átila estava sendo eliminado, mas arrancou nos momentos finais um lugar no Q3, ao ficar em quinto lugar em sua última volta rápida possível naquele momento.

 

Na disputa pela pole position, cada piloto poderia dar apenas uma volta cronometrada, sem espaço para erros. Átila, sem estar com os pneus ideais para a tomada de tempos, marcou 1min25ss244 no Q3 e manteve o quinto lugar.

 

O competidor da Shell Racing disputará a primeira corrida da temporada 2017 neste domingo, às 13h. Em seguida, às 14h10, será dada a largada da segunda prova, com grid invertido entre os dez primeiros colocados da bateria anterior. As duas disputas terão duração de 40 minutos e uma volta extra, e terão parada obrigatória nos boxes para reabastecimento. O canal Sportv transmitirá ao vivo as corridas.

 

O que eles disseram:

Átila Abreu, piloto do carro #51

“Eu estava um pouco enferrujado de largar mais à frente, o ano passado foi bem difícil neste ponto. Estou contente em voltar a ser competitivo, isso dá outro ânimo e perspectiva para o campeonato. Tínhamos como meta largar entre os seis melhores depois do treino da manhã. Sabíamos que o carro estava melhor em pista fria do que quente, então a tomada de tempos seria uma incógnita. E foi o que aconteceu. A meta era estar entre os seis primeiros, sabíamos que seria difícil, mas cumprimos o objetivo. Tivemos alguns problemas na tomada de tempo, mas estou bem contente. Demos uma boa volta. Agora é trabalhar para fazer pontos. O importante é sempre estar no pelotão da frente”

 Thiago Meneghel, chefe da equipe Shell Racing

“Estamos bem. O melhor do nosso carro foi com pneu usado, então esperávamos mais dificuldades na classificação. Estamos consistentes, está ao nosso alcance brigar pelo pódio neste domingo com os dois carros. Queríamos estar mais na frente no treino classificatório, mas estamos no começo do trabalho, com foco para evoluir cada vez mais.”

 

Grid de largada – Goiânia

Q3

1º. D. Serra – 1min24s332
2º. M. Wilson – 1min24s754
3º. T. Camilo – 1min24s774
4º. G. Osman – 1min24s877
5º. Átila Abreu – 1min25s244
6º. M. Gomes – 1min26s331

Q2
7º. R. Maurício – 1min24s796
8º. J. Campos – 1min24s815
9º. R. Zonta – 1min24s816
10º. F. Fraga – 1min24s906