Um pódio, dois top 5 e a terceira colocação na classificação geral do campeonato. Este foi o saldo positivo para Átila Abreu após a realização da etapa de abertura da temporada 2017 da Stock Car, no Autódromo Internacional de Goiânia (GO), neste domingo. O piloto da Shell Racing foi um dos mais regulares em todo o fim de semana, e foi premiado pelo desempenho com a segunda colocação obtida na corrida que fechou a jornada.

Na corrida de abertura do calendário, Átila Abreu largou na quinta posição. Logo na curva 1, o sorocabano atacou e ultrapassou Galid Osman, subindo para a quarto. Em seguida, no miolo, uma grande confusão envolveu seis pilotos, forçando a entrada do carro de segurança.

Quando a bandeira verde reapareceu, Átila, que venceu em Goiânia em novembro do ano passado, travou uma disputa particular com Galid Osman em quase toda a corrida. E a briga foi resolvida só na última volta. Galid iniciou o giro final à frente, mas o piloto de 29 anos roubou a posição para cruzar a linha de chegada na quinta colocação.

Minutos depois, já era hora de entrar de novo na pista para a segunda bateria. Átila partiu da sexta posição, devido à regra do grid invertido para dez primeiros da prova inicial.

A primeira metade da corrida foi produtiva para o competidor da Shell Racing. Em uma bela escalada, Átila subiu de sexto para quarto lugar já na primeira volta, deixando para trás Galid Osman e Cesar Ramos. No oitavo giro, o sorocabano subiu mais duas posições, ao ultrapassar Cacá Bueno e contar com uma escapada da pista de Tuka Rocha. E a liderança chegou na volta 14, quando o então líder Felipe Fraga errou em uma freada, rodou e saiu do traçado.

Na segunda metade da prova, após a parada obrigatória nos boxes para reabastecimento, Átila viu-se ameaçado por seu próprio companheiro Ricardo Zonta, que largou em 25º e fez uma corrida de recuperação.

Nos minutos finais, a dupla da Shell Racing deixou bem longe o famigerado “jogo de equipe” e deu um show de automobilismo. Utilizando o push to pass, Zonta assumiu a liderança na 21ª volta. No giro seguinte, também no final da reta principal de Goiânia, Átila deu o troco. E, na 23ª volta, Zonta voltou a retomar a primeira colocação, para não mais largar. O sorocabano se manteve em segundo, sem ter sua posição ameaçada, e cruzou a linha de chegada para garantir seu segundo top 5 do dia.

Com os resultados deste domingo, Átila Abreu deixa Goiânia na terceira colocação na classificação geral, com 37 pontos. A próxima rodada dupla será realizada no circuito do Velopark (RS), no dia 23 de abril.

Além dos compromissos dentro da pista, o sorocabano aproveitou o evento em Goiás para inaugurar o A51 Truck Lounge, um caminhão-camarote construído em parceria com a Shell para os fãs do automobilismo curtirem a corrida, em um espaço voltado para entretenimento e diversão.

“Inauguramos neste fim de semana o A51 Truck Lounge apresentado pela Shell. Sem dúvida foi um sabor especial trazer os troféus e o champanhe do pódio para este espaço depois da corrida. O ano promete”, falou Átila.

 

O que eles disseram:

 Átila Abreu, piloto do carro #51

“Acho que a vitória ficou em boas mãos. Queria eu ter vencido, mas o Zonta fez uma grande prova e mereceu. Foi um fim de semana muito bom, melhor do que eu poderia imaginar, o que me deixa contente. Fomos consistentes desde o primeiro treino, sempre no top 10. Em momento algum tivemos um carro para brigar pela vitória, isso ficou claro desde a primeira corrida, mas soubemos jogar o jogo. Somamos pontos, e quase consegui a vitória na segunda prova. O Ricardo teve a infelicidade na primeira corrida, e soube se aproveitar do regulamento. Isso permitiu a ele conseguir a vitória. Tentei brigar com ele, mas ele tinha mais push to pass, e eu estava com os pneus mais gastos. Então levei o carro para casa para conseguir essa dobradinha que era importante para a equipe. Agora é trabalhar para evoluir. Se continuarmos assim poderemos brigar pelo título, que é nosso objetivo”

Thiago Meneghel, chefe da equipe Shell Racing

“Foi um final de semana excelente. Começamos consistentes nos treinos, mais rápidos com pneus usados. Sabíamos que na corrida teríamos um ritmo bom. Foi uma pena o que aconteceu com o Ricardo, mas a equipe trabalhou muito rápido, foi um orgulho ver o que fizeram. Trocaram a suspensão e várias peças, e deixamos o carro pronto para a segunda prova. Isso foi fundamental para a vitória dele. Tudo isso mostrou que a equipe está forte e vai brigar pelo campeonato.”

Corrida 1 – Goiânia

1º. D. Serra

2º. T. Camilo

3º. M. Wilson

4º. R. Maurício

5º. Átila Abreu

6º. G. Osman

7º. C. Bueno

8º. F. Fraga

9º. C. Ramos

10º. T. Rocha

Corrida 2 – Goiânia

1º.  R. Zonta

2º.  Átila Abreu

3º.  M.Wilson

4º.  R. Barrichello

5º.  D. Navarro

6º.  D. Serra

7º.  A. Khodair

8º.  T. Camilo

9º.  C. Bueno

10º.  F. Fraga

Classificação geral – após 2 corridas

1º.  D. Serra – 40 pontos

2º.  M. Wilson – 39

3º.  Átila Abreu –  37

4º.  T. Camilo – 33

5º.  R. Maurício – 21

6º. C. Bueno – 21

7º. R. Zonta – 20

8º. F. Fraga – 18

9º. G. Osman – 17

10º. R. Barrichello – 14