Depois de um sábado decepcionante, nada como um domingo positivo para Átila Abreu. O sorocabano marcou 23 pontos na rodada dupla de Londrina,com um oitavo e um sexto lugares, e segue na luta direta pelo título da temporada-2017 da Stock Car.

Átila manteve a terceira colocação na tabela e, com o abandono de seus concorrentes diretos na briga pelo campeonato na segunda corrida, ficou a 45 pontos da liderança, faltando ainda cinco corridas para o fim do ano, a última com pontuação dobrada.

Além dos bons pontos na pista, a votação do Fan Push mostrou que a popularidade de Átila também está em alta: o piloto da Shell Racing foi o mais votado de todos e ganhou pela segunda vez na temporada um disparo extra do botão de ultrapassagem.

Na primeira prova, Átila correu com bastante agressividade e, depois de largar de 21º, se posicionou em 12º antes da janela obrigatória de pit stops. Depois de retardar a parada, o sorocabano voltou em oitavo lugar e o manteve até o fim.

Em terceiro no grid da segunda bateria, Átila pulou logo para segundo e partiu para o pit stop obrigatório em terceiro. Como fez uma parada mais rápida na primeira bateria, o piloto da Shell Racing teve de fazer um reabastecimento mais longo, e com isso ficou em sexto até a bandeirada final.

Átila Abreu volta a acelerar o carro #51 no fim de semana do dia 1º com a rodada dupla de Buenos Aires, na Argentina.


Classificação do campeonato:

1º D.Serra – 235 pontos
2º T.Camilo – 222
3º Á.Abreu – 190
4º F.Fraga – 174
5º C.Bueno – 166
6º R.Barrichello – 164
7º M.Wilson – 156
8º M.Gomes – 143
9º R.Maurício – 139
10º G.Casagrande – 123


O que disse Átila Abreu:

“Foi um domingo bem diferente do sábado, não posso reclamar. Com meus concorrentes saindo da segunda corrida, se eu tivesse ido melhor na primeira prova, era uma boa oportunidade de descontar os pontos, mas olhando pelo cenário pela posição em que largamos e onde eles largariam, uma corrida em que se daria para fazer 35 pontos com facilidade, saímos no lucro. É claro que não reduzimos a diferença, mas minimizamos o prejuízo. Poderíamos pular fora do campeonato mas continuamos vivos, estamos em terceiro ainda na luta e vamos trabalhar. Estou muito feliz pelo fato de largar em 20º e ter chegado em oitavo sem o safety car, mostra que o carro estava rápido. Na segunda corrida, paguei o preço de ter forçado muito na primeira, gastei muito mais pushes. O safety car mais longo pela batida no começo prejudicou pois outros pilotos saíram mais próximos. Foi muito bacana ganhar de novo o Fan Push e queria agradecer a quem votou. Faz a diferença saber que sou um dos pilotos mais queridos do grid e ajudou muito esse push para me manter vivo na segunda corrida”