Na última prova da temporada da Stock Car, Átila Abreu fez uma boa corrida, escalou o pelotão e terminou a prova na nona posição em Interlagos.
O sorocabano vinha em ótima prova de recuperação e já aparecia em 15º na oitava volta. Dois giros depois, os boxes foram abertos para a parada obrigatória dos pilotos e começaram as paradas.
A estratégia utilizada pela equipe era manter Átila na pista para tentar aproveitar o caminho livre e ganhar mais posições e poupar botões de push, além de atrasar a entrada parada do carro 51, esperando um safety car. Durante a janela dos boxes, o piloto chegou a liderar a prova.
Após o fechamento dos boxes, o piloto do carro #51 aparecia em 15º lugar, colado nos adversários e com um bom número de botões de ultrapassagem, o que permitiu que ele ganhasse mais posições ao final da corrida.
O piloto encerra a temporada como o maior vencedor na categoria, com 4 vitórias.

 

O que disse Átila Abreu
“Achei que foi uma corrida muito curta, uma corrida com poucas variáveis de estratégia. O regulamento não ajudou muito a ter um espetáculo melhor, mas largando de 22º eu precisava tentar algo diferente pra crescer. Eu apostei em um safety car no meio da corrida e ali eu tentei guardar um pouco mais de push pra estar bem no final, e não veio o safety car. Então me custou algumas posições, com certeza eu tinha ritmo pra terminar ali em 5º ou 6º, junto com o Fraga e o Barrichello, antes da parada eu já estava na frente deles, mas são estratégias que você assume quando precisa de um algo a mais. Mas não me arrependo, foi uma boa prova, a gente acaba o ano com uma performance positiva, a equipe vencendo com o Zonta”